domingo, 25 de janeiro de 2015

Leitura Recomendada: Aprendendo Inteligência - Pierluigi Piazzi

Livro: Aprendendo Inteligência
Autor: Pierluigi Piazzi (Prof. Pier)
Editora: Aleph
Páginas: 140

"Ignorante é o que não sabe...burro é o que não quer saber"


Mais um catastrófico exame do Enem nos deixou indicadores sinistros e preocupantes no que diz respeito ao mercado de trabalho. Foram seis milhões de estudantes que se submeteram ao exame, sendo que apenas 250(!) alunos conseguiram pontuação máxima. Apenas 8,4% obtiveram 70% dos mil pontos e 8,5% (mais de meio milhão) obtiveram um redondo zero não conseguindo se expressar por escrito na língua pátria;  55,7% fizeram no máximo metade dos pontos necessários para provar que escrevem bem na língua portuguesa. Uma lástima.

Diante desse quadro nefasto, um livro que cai como uma luva e que há muito tempo estou para recomendar é o livro “Aprendendo Inteligência”, do professor Pierluigi Piazzi (Prof. Pier), com vastíssima experiência lecionando em cursinho pré-vestibular e  um expert em fazer do pior aluno um autêntico nerd capaz de dominar com maestria o maior número de assuntos possíveis,  impossíveis e inimagináveis.

O professor Pier, parte da premissa que “na aula você não aprende, na aula você entende”, pois o bom professor não dá aula para o aluno aprender mas sim para fazer o aluno entender e fazê-lo gostar do que está sendo exposto. Ninguém aprenderá coisa alguma sem esforço e autodidatismo, ou seja, sendo professor de si mesmo (grifo meu).

O capítulo sobre as facetas básicas da inteligência humana (ou módulos cognitivos) é soberbo. Poucas pessoas se dão conta dessas facetas, são elas: Lingüística, Lógico-Matemática, Musical, Espacial, Psicocinética, Interpessoal e Intrapessoal. A partir da percepção dessas facetas e as respectivas correspondências com as partes do cérebro, fica muito mais fácil e interessante o aprendizado de vários assuntos.

O professor derruba os mitos que são impostos desde criança tais como: quando alguém diz, “faça engenharia, pois você jamais será capaz de escrever um texto que preste” ou” esqueça entrar para a vida artística, você é muito desafinada”, e outros mitos dessa natureza. Para o professor Pier, qualquer pessoa neurologicamente saudável é capaz de desenvolver qualquer tipo de habilidade e competência.

Estudar para ir bem e tirar boas notas na prova é um dos principais erros cometido pelos estudantes, segundo o professor Píer, e com toda razão. É preciso estudar para aprender. E neste livro de leitura deliciosa, aprende-se por que estudar, quando estudar, quanto estudar e como estudar. Um excelente guia para estudantes desde o ensino fundamental até o universitário.

Nas últimas quatro décadas, o Brasil enfrenta uma carência sem precedentes de livros sobre educação e inteligência. São quatro décadas de mais do mesmo, ou seja, doses maciças de marxismo cultural e a nefasta pedagogia do oprimido que vai do nada a lugar algum, formando um exército de alunos e professores mentecaptos e imbecis. Portanto, os livros do professor Pier são uma lufada de ar fresco neste deserto árido da burrice e imbecilidades.

O professor Pier tem mais dois livros dessa série, Estimulando Inteligência, dedicado aos pais de alunos e Ensinando Inteligência, dedicado aos professores. É sobre este último que tratarei aqui dentro em breve.

Nenhum comentário: